fbpx

Blog

Se acreditas que demonstrar vulnerabilidade é um sinal de fraqueza ou que a vergonha está sempre no teu caminho, então este livro é para ti. Na realidade este livro é para todas as pessoas que querem viver com mais autenticidade, com sentimento de pertença e amor.

A partir do momento que Brené Brown apresentou, na sua Ted Talk, a vulnerabilidade como uma força, a minha curiosidade disparou. Que história era esta de uns dos sentimentos que mais evitamos na vida pode ser, afinal, um dos que mais nos pode empoderar?

Ao longo das páginas, numa leitura nem sempre fácil, mas muito humana, empática e frontal, fiquei a compreender que ser vulnerável significa “estar disponível para ser atacado(a) e magoado(a)”. Percebi que “odiamos” a vulnerabilidade porque ela representa a incerteza, o risco e a exposição emocional que ninguém quer viver. Que a vergonha, a culpa e o medo resultam, não da vulnerabilidade, mas da nossa resistência a ela.

Para mim a grande lição surgiu ao compreender que os momentos em que tiramos a armadura e demonstramos vulnerabilidade são também os momentos de maior coragem, conexão e liberdade. É nesses momentos que realmente vivemos!

A ler e reler sempre que te sentires demasiado confortável com a vida que tens.